Se o cotidiano te deixou entediado nesse 2020 de quarentena, talvez te falte apenas um pouco de criatividade. Desde o disco Herpes aos Hipsters, Aletrix encara em suas criações temas banais transformados em peças musicais cheias de bom humor. O embalo vem do punk rock, notadamente inspirado por Ramones e Pixies, e conta com vocais e guitarra de Aletrix, guitarra de Alexandre Lemos, Mia Manson no baixo e Matheus Souza na bateria.

No ano do isolamento social nasceu Jardinando, novo EP do quarteto. O disco vem após a participação de Aletrix em uma série de coletâneas ao longo dos últimos meses. Além disso, vem após uma série de sessões de fisioterapia do músico, devido a um acidente com patinete elétrico. Já recuperada a integridade física do artista, ele garante que o lançamento vem, em resumo, apressar o fim de 2020.

Jardinagem freestyle

O trabalho consiste em seis músicas – entre as quais, a faixa-título figura duas vezes. A história de uma pessoa que está começando a se aventurar no mundo da jardinagem tem, além de seu mix final, uma versão anterior produzida por Kramer (“Produtor do Ano” da Rolling Stone em 1995 pela trilha do filme Pulp Fiction). Na canção, essa pessoa aprendiz de jardineiro frustra-se ao perceber que não tem dado sorte com suas orquídeas. Então, decide pedir ajuda a alguém mais experiente. Os métodos do veterano, no entanto, são no mínimo curiosos.

Também figuram as autorais Hora da Selfie e Ainda na Cama. Cada faixa tem sua história, como uma crônica bem-humorada, um Carlos Drummond do mundo invertido. A primeira é o lamento de um coitado que não para de infectar os amigos com conjuntivite, pois não quer decepcioná-los se negando a tirar selfies com eles. A segunda trata de um sentimento menos específico e mais familiar: a sensação de pegar o telefone pela manhã, logo depois de acordar, e ser bombardeado por um excesso de informação não-requisitada. Por exemplo, propagandas, notícias falsas, publicações políticas de índole duvidosa. Coisas que desnorteiam antes mesmo do café da manhã.

Variedade sonora

O disco conta ainda com Dendrobium mania, uma faixa instrumental que foi lançada em setembro na coletânea Violet. O projeto, internacional, trata-se de um disco temático sobre flores. E, por fim, o cover de I’m a Moody Guy, clássico rockabilly eternizado por Alvin Stardust – ainda, na época, Shane Fenton. A versão traz uma pegada mais pop punk e conta com participação da baterista Emily Dolan Davis (Bryan Ferry, The Darkness).

A produção ganha por mostrar o talento do quarteto em músicas que não ficam na mesmice. Dessa forma, as letras divertem, o som empolga e o trabalho como um todo cumpre sua função ao apresentar um disco consistente para fechar o ano pilhado.

Jardinando de Aletrix está disponível em todas as plataformas digitais.